Muita gente já está de olho no décimo terceiro salário, benefício que é pago entre novembro (primeira parcela) e dezembro (segunda parcela). A renda extra geralmente é utilizada para quitar dívidas, para as compras de Natal e até mesmo para investir na compra do imóvel. Para quem deseja trocar o aluguel pela casa própria, advogado Leandro Sender lembra que o benefício pode ser usado como sinal na compra de um imóvel, reduzindo o saldo devedor, no pagamento do ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis) e dos custos cartorários de lavratura e registro das escrituras.

— Na hipótese de o imóvel já ter sido adquirido, o 13º pode ser utilizado para pagar as prestações de um financiamento que ainda não venceram, dando a possibilidade de o adquirente negociar descontos com a vendedora.

O especialista lembra ainda da importância de ter um planejamento financeiro para a aquisição.

— De nada adianta, por exemplo, utilizar o 13º salário para dar um sinal e contrair um financiamento que o adquirente não tenha capacidade financeira de suportar futuramente. Sendo assim, a melhor estratégia é sempre se planejar financeiramente.

Para o professor da FGV Gilberto Braga, ainda há muitas unidades remanescentes do boom do período mais elevado de investimentos das construtoras e boas ofertas para quem quer (e pode…) aproveitar.

— Os preços médios caíram ligeiramente no Brasil inteiro e, portanto, compra-se hoje com uma condição mais facilitada e com taxas de juros mais baixas um novo imóvel do que se comprava há um ou dois anos. Por isso, se você é uma daquelas pessoas que acreditam nesta possibilidade, a hora de ir às compras é agora.

Fonte: https://extra.globo.com